Graduações do Exército Português e Equivalentes Britânicos

As hierarquias militares são provavelmente tão antigas quanto a existência de exércitos ou outros tipos de forças armadas. No caso de Portugal, o exército foi uma ferramenta fundamental para a manutenção da sua independência, desde o momento em que D. Afonso Henriques conquistou a autonomia política do seu condado. Naturalmente, a designação e as atribuições dos postos militares mudaram bastante, ao longo dos séculos.Maude_in_Baghdad

Exércitos português e britânico

A cooperação entre Portugal e a Inglaterra ao nível militar vem desde a Idade Média; recorde-se, nomeadamente, a ajuda prestada pelos arqueiros ingleses na batalha de Aljubarrota. Com o advento da modernidade, as estruturas militares dos vários países da Europa tornaram-se mais similares entre si.

A partir de 1949, e com a adesão de Portugal e do Reino Unido à NATO, a estrutura e a organização das Forças Armadas de ambos os países passaram não só a estar estreitamente ligadas como a partilhar linguagens comuns. O STANAG (“Standardization Agreement”) é um acordo que define “processos, procedimentos e termos” comuns às Forças Armadas dos diversos aliados. O documento STANAG 2116 estabelece um código comum para graduações de pessoal militar, garantindo a equivalência de postos e de funções e a compreensão mútua, mesmo quando as palavras utilizadas nas diferentes línguas são claramente diferentes.

A NATO estabelece dois tipos de códigos, que são numerados de 1 a 10: OF (“Officer Ranks”: graduações de oficiais) e OR (“Other Ranks”: outras graduações). Vejamos a correspondência entre as graduações portuguesas e as britânicas, na respetiva língua, na classe de oficiais (OF).

  • OF-D: Aspirante a oficial, “Officer Cadet”
  • OF-1: Alferes, “Second Lieutenant”; Tenente, “Lieutenant”
  • OF-2: Capitão, “Captain”
  • OF-3: Major (o mesmo termo, mas com a pronúncia própria de cada idioma)
  • OF-4: Tenente-Coronel, “Lieutenant-Colonel”
  • OF-5: Coronel, “Colonel”
  • OF-6: Brigadeiro-General, “Brigadier”
  • OF-7: Major-General (o mesmo termo)
  • OF-8: Tenente-General, “Lieutenant-General”
  • OF-9: General (o mesmo termo)
  • OF-10:Marechal, “Field Marshal”

A título de curiosidade, refira-se a complexificação das nomenclaturas utilizadas: o antigo cargo de Condestável (que foi o de Nuno Álvares Pereira) é atualmente o complexo “Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas”.