O Treino da Marinha Portuguesa

 

A vida no mar exige muito conhecimento especializado, e as rápidas mudanças tecnológicas levam a que seja necessária uma atualização constante. O treino e a formação são essenciais tanto para que os futuros marujos conheçam perfeitamente todos os rudimentos como para que os atuais militares da Armada estejam à altura dos novos desafios.

Centro Integrado de Treino e Avaliação Naval

A Portuguese Marine squad drops back aboard the Vasco de Gama Class Frigate, NRP VASCO DE GAMA (F 330), after simulating a force boarding aboard the German, Bremen Class Frigate, FGS AUGSBURG (F 213) (Not shown), during a capability enhancement training (CET) exercise on March 12th, 1998. The VASCO DE GAMA, along with other NATO Navy ships (Not shown) are operating off the coast of Portugal during exercise Strong Resolve '98, Crisis South. The helicopter hovering above is a Portugese Lynx Mk-95.

O CITAN é o órgão da Marinha responsável por coordenar e desenvolver ações em termos de formação e treino. São várias as instalações de treino de que a Armada dispõe:

  • “Action Speed Tactical Trainer”

Permite aos oficiais simular uma situação de conflito real e tomar decisões em conformidade, de modo a prepará-los, da forma mais verosímil possível, para o que um cenário real poderá apresentar.

  • Simulador de Navegação e Manobra

Comandantes, pilotos e outros oficiais com responsabilidades na pilotagem de um navio podem treinar-se com este simulador. O treino exige não apenas as manobras essenciais de largada (saída do porto) e atracagem (chegada ao cais) mas também várias outras: reabastecimento em alto-mar, navegar sem visibilidade, etc.

  • “Command Team Trainer”

Semelhante ao ASTT, o CTT simula os sensores de um navio (e o ambiente de um pequeno gabinete de comando, a bordo) de modo a preparar uma pequena equipa para identificar o significado da informação que recebem, e saber o que devem fazer para manobrar o navio ou reagir a essa informação.

  • “Maritime Command, Control and Information System”

Trata-se do sistema informático exclusivo utilizado ao nível da NATO, pelo que é indispensável uma formação adequada na sua utilização.

Navios-escola

Os veleiros Sagres, Creoula e Polar são tradicionalmente utilizados para proporcionar um contato mais direto (e prolongado) com a vida no mar, quer aos alunos da Escola Naval, quer à sociedade civil em geral. É frequente também que sejam utilizados em missões diplomáticas de “charme”, para cultivar as boas relações entre Portugal e outros povos.