Quem Inventou a Caravela?

A caravela foi inventada pelos portugueses. Naturalmente ultrapassada pela evolução tecnológica dos séculos seguintes, a caravela foi uma ferramenta revolucionária para o seu tempo, tornando-se decisiva para que os portugueses pudessem ultrapassar os limites dos oceanos, ao longo dos séculos XV e XVI.land-col-3-mastedcaravels6

Um dos principais obstáculos a impedir os europeus (e os povos islâmicos do norte de África) de navegar além da costa era a dificuldade de navegar com ventos contrários.

A adoção da vela triangular (ou vela latina) permitiu aos navios navegar “à bolina”, isto é, navegar em ziguezague com ventos contrários. A vela permite que o barco capture a força do vento soprando até cerca de 45 graus em relação à proa, ou seja, à frente da embarcação. No momento em que se afaste demasiado da sua rota, o barco pode inverter para o outro quadrante, efetuando o movimento de ziguezague e continuando a navegar com vento quase contrário, mas agora incidindo do outro lado do navio.

As primeiras caravelas propriamente ditas tinham cerca de 25 metros de comprimento e 7 de largura, para uma tripulação de cerca de 20 homens, sendo extremamente rápidas e fáceis de manobrar. Mais tarde, para as longas viagens até à Índia, as caravelas aumentaram de tamanho e utilizaram velas redondas, que davam mais velocidade com ventos favoráveis.

Espanha veio a adotar estes modelos, nomeadamente na viagem na qual Colombo chegou à América, em 1492, e que incluía 2 caravelas e 1 nau.

Controvérsias, além da caravela

Historiadores alternativos e algumas correntes de opinião contestam o pioneirismo de Portugal ou da Europa na “descoberta” do mundo ou na sua ligação. Contudo, o facto de terem surgido expedições da China ou de potentados islâmicos no continente americano não muda o facto de terem sido os portugueses os primeiros a fazer ligações comerciais, políticas e até sentimentais e afetivas entre o Ocidente e o Oriente, bem como a ligar de forma permanente o continente americano ao resto do mundo.